Visita à obra que ligará o Parque Empresarial de Formariz à A3

2021-04-20

O Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, visitou hoje as obras ligação do Parque Empresarial de Formariz à A3 (Nó de Sapardos – Paredes de Coura). Nesta visita estiveram também presentes o Secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, o Presidente do Conselho de Administração da Infraestruturas de Portugal (IP), António Laranjo e o presidente da Câmara de Paredes de Coura.

Num investimento de nove milhões de euros, a empreitada inclui a construção da nova via que se desenvolve entre a A3 (Nó de Sapardos) e a ligação da EN 303 (km 12.800) ao Parque Empresarial de Formariz, numa extensão aproximada de 8.800 m. Serão construídas quatro rotundas, um entroncamento, e as seguintes Obras de Arte:

  • Ponte sobre o ribeiro das Corredoras
  • Pontão sobre a ribeira de Sapardos
  • Pontão sobre a ribeira de Borzendes
  • Quatro obras de arte correntes
  • Passagem Superior de Peões

Com a execução desta obra pretende-se promover e favorecer a conexão do território, minimizando os atuais constrangimentos de tráfego nesta região e alcançar uma melhoria das condições de acesso, segurança e circulação na rede viária de inúmeras localidades dos concelhos de Vila Nova de Cerveira, Valença e Paredes de Coura. 
A conclusão desta obra, que se prevê que ocorra em setembro de 2022, irá aproximar o Parque Empresarial de Formariz dos eixos estruturantes que constituem uma malha essencial para o transporte de pessoas e mercadorias, nomeadamente da A3, em Sapardos.
 

PVAE – Programa de Valorização das Áreas Empresariais

O investimento na ligação do Parque Empresarial de Formariz à A3 (Nó de Sapardos – Paredes de Coura) integra o PVAE - Pograma de Valorização das Áreas Empresariais. 

O PVAE foi apresentado pelo Governo em fevereiro de 2017 e tem como objetivo reforçar a Competitividade das Empresas, Potenciar a criação de Emprego e Aumentar as Exportações. 

É um programa que visa promover melhores condições de acesso às vias de grande capacidade, para os “motores” da Economia, constituídos pelas pequenas e médias empresas, no qual a IP está profundamente empenhada, que contempla um conjunto de 18 intervenções em todo o território nacional.

O investimento é, maioritariamente, realizado com recurso ao orçamento da empresa, parcialmente, suportado por cada Município envolvido. No total, significa atualmente 148M€ em projetos, expropriações, fiscalização e obras.

Em termos globais, o Programa já evidencia significativa maturidade, com 37% concluído ou em desenvolvimento de obra, tendo sido lançados todos os projetos.

Destaca-se a conclusão de três empreendimentos, em Lanheses (Viana do Castelo), na EN14 (Famalicão) e o Nó de Silvares (Guimarães), estando em curso a Ligação a Escariz (Arouca) e a Ligação a Formariz (Paredes de Coura).

A concretização destes projetos visa igualmente alcançar, de uma forma geral os seguintes objetivos:

  • Reduzir o tempo de percurso até à rede estruturante
  • Desenvolver a conetividade e a intermodalidade
  • Facilitar o acesso aos portos e à fronteira 
  • Fomentar o crescimento económico
  • Potenciar o emprego