Estação do Pinhão - Contrato com a Câmara Municipal de Alijó

2021-04-06

A IP Património celebrou um contrato de subconcessão com a Câmara Municipal de Alijó para esta utilizar quatro parcelas de terreno, com uma área total de 3.580m2, onde se encontram implantados o Cais Coberto e mais dois imóveis, na Estação Ferroviária do Pinhão, entre os Km 126,590 e 127,090 da Linha do Douro, que integram o domínio público ferroviário. O montante máximo de investimento previsto é de cerca de 1,5 milhões de euros.

Esta subconcessão integra um projeto global da edilidade para requalificar o Pinhão, transformar esta vila turística “no centro nevrálgico” do Douro e alavancar mais investimento privado para a região, designadamente na área da hotelaria. Trata-se, segundo afirmou o presidente da autarquia, José Rodrigues Paredes, de um “projeto âncora” para a Região Demarcada do Douro. 

A primeira fase da requalificação consiste na criação de espaços pedonais e de lazer e vai também regularizar “o caos” no tráfego que se verifica sobretudo em período de vindimas, permitindo “acomodar estacionamento para autocarros e viaturas ligeiras. Esta densidade de viaturas ao longo da via será desviada para essa zona, essa praça grande que vamos construir em terrenos que eram da jurisdição da Infraestruturas de Portugal (IP) e que nos foram concessionados”, sustentou o autarca. A zona a intervencionar localiza-se junto à estação ferroviária, devendo a obra iniciar-se em meados de maio.

Posteriormente, será requalificado o Cais Coberto para a instalação e funcionamento de atividades de restauração, numa verba prevista de meio milhão de euros.