Concluído o tratamento anticorrosivo em quatro Pontes metálicas

2021-01-05

Foi concluída a empreitada de proteção anticorrosiva de quatro Pontes metálicas na Linha da Beira Baixa: Ponte da Foz de Figueira 2ª, Ponte da Abutreira, Ponte de Giestais e Ponte da Presa, localizadas no concelho de Vila Velha de Rodão.

A intervenção da responsabilidade Infraestruturas de Portugal (IP) teve como propósito assegurar e garantir a observância dos índices de fiabilidade, comportamento e segurança das Pontes ferroviárias. Pretendeu-se atenuar os efeitos da exposição aos vários agentes como a humidade, a salinidade ou a poluição, que originam ambientes com elevado grau de agressividade, e que, no limite, poderiam implicar a substituição de algumas estruturas.

 

Atendendo à localização das Obras de Arte, entre taludes e o rio Tejo, não dispondo por essa razão de acessibilidades ou mesmo de áreas contíguas que permitam acondicionar equipamentos e materiais, foi delineada uma solução de uso de embarcações, viabilizando a acessibilidade às Pontes através do rio Tejo, o que otimizou os tempos de trabalho e garantiu uma área de apoio aos trabalhadores.

Não obstante as dificuldades assinaladas, a obra, com a duração de 180 dias, foi concluída antes do prazo contratual estabelecido, e decorreu sem comprometer a circulação regular de comboios, cumprindo igualmente com as exigências ambientais relacionadas com as medidas de proteção à dispersão de resíduos.

A fiscalização da empreitada, que teve um investimento associado de 845 mil euros, foi assegurada pela IP.