Celebra-se hoje o Dia Nacional do Azulejo

Estações
Património
Património Histórico
  • Rotas dos Azulejos - Travessia Norte-Sul

Para assinalar o Dia Nacional do Azulejo, que se comemora hoje, 6 de maio, a IP – Infraestruturas de Portugal e a IP Património, retomam o projeto Rotas dos Azulejos, com o lançamento, dentro de dias, da Rota da Travessia Norte-Sul. Uma viagem virtual pelo Património artístico - azulejar e escultórico - das estações do eixo Ferroviário Norte-Sul.

Nesta edição, ainda em fase de desenvolvimento, iremos conhecer o património de 15 estações, pertencentes a diferentes linhas: Roma Areeiro, Entrecampos, Sete Rios, Campolide, Pragal, Corroios, Foros de Amora, Fogueteiro, Coina, Penalva, Pinhal Novo, Venda do Alcaide, Palmela, Palmela-A e Setúbal.

Este troço da infraestrutura ferroviária, que liga as duas margens do Tejo através da Ponte 25 de abril, constitui um importante fator de coesão territorial: na área urbana da Grande Lisboa através das viagens pendulares, na Península de Setúbal com as deslocações regionais e a nível nacional, viabilizando as ligações de longo curso entre o norte e o sul.

Com o objetivo de enriquecer o património destas estações com elementos de natureza artística e contribuir para uma maior dignidade dos espaços públicos, por despacho Conjunto dos Ministérios da Cultura e da Habitação, Obras Públicas e Transportes foi nomeada em 1992 uma Comissão para promover as intervenções nas estações e selecionar os autores.

As intervenções artísticas realizadas neste percurso exibem uma linguagem arquitetónica semelhante, onde podemos apreciar o traço da modernidade e conhecer a obra de diversos autores contemporâneos: um símbolo do futuro da ferrovia sem esquecer a sua história.

Rota Travessia Norte Sul é a terceira Rota do tema Localização, do projeto Rotas dos Azulejos que apresenta o extenso património azulejar artístico, histórico e cultural de Portugal, patente nas estações da rede ferroviária e em muitas estradas.

 

O projeto Rotas dos Azulejos é um convite à descoberta do extenso património azulejar artístico, histórico e cultural de Portugal, sob gestão da IP, patente em muitas das estações da rede ferroviária nacional e em muitas estradas.

Rota é um caminho ou percurso que implica uma viagem física ou virtual. As Rotas dos Azulejos são organizadas por temas: autoria, localização, tipologia (figurativo, padrão, outra) ou centro de produção.

Em maio de 2020, a IP, com a colaboração da CP, lançou a primeira Rota da autoria de Jorge Colaço, dedicada ao trabalho do pintor para nove estações da rede ferroviária nacional e para algumas das antigas casas de cantoneiros. 

Seguiram-se, com a colaboração da CP: a Rota Linha do Minho, para conhecer o património azulejar da Linha e Ecopista do Minho, a Rota Linha do Norte, Lisboa Santa Apolónia – Carregado, que convida à descoberta do extenso património azulejar, artístico, histórico e cultural do primeiro troço da ferrovia portuguesa, a Rota Autoria - Gilberto Renda, Mestre de pintura da Fábrica Sant’Anna, com destaque na feitura de painéis de azulejo artístico.

A proposta para a criação do Dia Nacional do Azulejo foi apresentada pelo Projeto ‘SOS Azulejo’ em 2016 e aprovada por unanimidade pelo Parlamento a 24 de março de 2017.